quinta-feira, 14 de julho de 2011

Pilotando a minha vida?

Mudar de vida, dicas, dica




Quando algo acontece em nossas vidas, nem sempre sabemos precisar o real sentimento. Só sabemos se é algo grande quando o coração dispara, as mãos suam e o famoso bolo na garganta aparece.

Mas até que chega o momento em que vamos iniciar o que tem que ser feito, passamos por um turbilhão de emoções. Certezas, incertezas, medo, desespero, lágrimas, vontade, coragem, desejo e pronto. Até chegar onde, estou vivi milhões de altos e baixos. Fui feliz e infeliz. Tentei desistir e tentei seguir em frente. E neste exato momento estou entre surtar para o lado bom e viver a santinha que por muito tempo fui.

Se, neste exato momento, tivesse um caminho na minha frente, tipo siga a direita, esquerda ou em frente, utilizaria o que tivesse mais curvas, obstáculos e buracos. Não adianta  querer fugir da minha vida, da minha realidade. O caos me pertence e eu pertenço a ele. Sou os extremos em segundos.

Hoje, pergunto-me sinceramente se estou preparada para viver a vida que quero. E esta indagação está  tirando-me o sono. Quero tanto uma coisa que às vezes, quando me vejo alcançando meu objetivo, começo a sorrir, a questionar a realidade. Questionar, esse é o meu atual espírito. Nada mais tem me deixado tão feliz em fazer perguntas e não obter respostas concretas.

Se vou conseguir alcançar meu sonho, aí é outra história. Tô mesmo é aproveitando cada momento até chegar o momento em que direi se cheguei no ponto final. A minha pergunta hoje é: Estou pilotando a minha vida? Por enquanto, a resposta para essa pergunta está pelos ares.

3 comentários:

Anônimo disse...

ola.
mais um belo emaranhado de caracteres fizeste.
estava eu com minha vida em voo cego e turbulento, ate que encontrei o manche e agora luto pra me nivelar junto ao horizonte que visualizo em escala infinta...
controlar nosso manche realmente não é facil...
belo trabalho...
bjs
bruno ribeiro

Camila disse...

Bruno,
aos poucos o voo cego ganha visão. mesmo que embaçada e com neblina, vc irá enxergar seu infinito.
bjos
camila

dionete disse...

As vezes é tanta neblina, que parece não ter fim.
Mas,temos que acreditar que conseguimos a fé move montanhas, ou melhor dizendo, neblina,nuvens ....
Lindo texto.
cantinhoreflexoes.blogspot.com