quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

O que está sendo necessário




Enquanto caminho nesta minha nova estrada, fico observando todos os obstáculos que até agora tive que transpor. Por muito tempo, minha confiança me deixava sempre na mão e minha auto-estima era quase inexistente. Tentava a todo custo superar alguns traumas de infância, mas sem sucesso. Por mais que eu soubesse o que tinha que fazer, esses 2 elementos foram presentes em quase toda a minha vida. 

E a receita para afastar tudo isso da minha vida foi: coragem. Para enfrentar meus medos, para enfrentar as pessoas, para enfrentar a vida e para enfrentar meu maior obstáculo: EU.

Lá no fundo, a gente sabe do que é capaz. Só que as vezes, o fundo é tão profundo, que perdemos a vontade de chegar mais próximo por puro conformismo. Se estamos em uma situação onde não perderemos mais nada, por que arriscar? Para que ir a um lugar onde nunca fui antes? E se não dá certo? Todas essas indagações percorriam todo o meu corpo. Até que fui percebendo que se quisesse chegar no meu objetivo, eu teria que abrir mão do conforto, do sossego e da vida mansa que tinha até então.

Foi quando resolvi novamente, pedir demissão de uma carreira pública para ir para o setor privado e recomeçar. Por mais que recomeços seja o meu forte, no começo é sempre difícil. Sempre aparece aquelas dúvidas depois da decisão tomada. Será que vai dá certo? Por que fiz isso? Será que sou boa o suficiente para ir nesse caminho? Será que não estou velha para seguir tal carreira?

Quando conseguimos responder todas essas questões, penso que é nessa hora que temos que ter mais medo. Medo não da decisão em si, mas por conseguir responder algo que sempre escondíamos em toda a nossa vida.

Poder me mostrar como realmente sou, fazer o que sempre quis e ter meus amigos e familiares a minha volta foi a maior recompensa que tive durante meu processo de mudança. E o melhor de tudo foi saber que sou a pessoa que sempre sonhei ser. Com meus defeitos, qualidades, acertos e erros. Uma pessoa comum. Uma dessas em passa despercebido por todos na rua, mas que está vivendo intensamente todos os momentos que a vida está lhe proporcionando. 

A caminhada ainda é longa. Vivendo e aprendendo a cada instante, mas saber que hoje eu piloto a minha vida definitivamente não tem preço. 

Que 2012 seja o ano em que você viverá a SUA vida!

2 comentários:

Luci disse...

Parabéns Camila...pela coragem, iniciativa, desapego.Com as bençãos de Deus tudo vai dar certo! Com certeza estás sendo um exemplo para muitas pessoas que irão ler a tua postagem, até mesmo para mim! Obrigada de coração.

Camila disse...

Poxa Luci. Muito obrigado pelo coments!!!
Que aconteça tudo de maravilhoso na sua vida. Vamos arriscar, ne? Melhor tentar do que ficar imaginando se poderia dar certo!
Grande bjo!